Banner Clube Sportivo Capelense

Facebook:

Política de privacidade
Mapa do Site

Murici derrota o ASA e conquista o Campeonato Alagoano de futebol 2010

 

O Murici é o Campeão Alagoano de Futebol 2010. A equipe da Zona da Mata alagoana conquistou de forma inédita o título Estadual ao vencer o ASA por 2 a 1, na tarde deste sábado (01-05), na reabertura do Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.

A partida teve a presença de um grande público, mas o time da casa perdeu inúmeras oportunidades, principalmente na primeira etapa do jogo. No segundo tempo, o ASA tentou resolver na base do desespero e o Murici com uma estratégia bastante inteligente conseguiu marcar os gols conquistando a vitória.

Os gols do jogo foram marcados por Peixinho e Alexsandro para o Murici, já para o ASA, o atacante Júnior Viçosa marcou no final da segunda etapa. Em 36 anos de história, o Murici representante da Zona da Mata conquistou, pela primeira vez, o título do Campeonato Alagoano e será o representante de Alagoas no Campeonato Brasileiro da Série D 2010. O Alviverde fez uma campanha que entra para a galeria de grandes conquistas do futebol alagoano.

O Jogo

Motivado pela vitória conquistada no primeiro jogo, o Murici veio para o jogo com uma boa vantagem para ficar com o título do Campeonato Alagoano de Futebol 2010. O técnico Edson Ferreira preferiu manter a mesma formação da primeira partida, com apenas duas mudanças no time. As mudanças no time da Zona da Mata foram realizadas no sistema defensivo com o retorno do goleiro Dias ao time titular, após cumprir suspensão automática no primeiro jogo e o volante Branco entrando improvisado na zaga para substituir o titular Nado que estava suspenso.

O ASA tinha várias razões para buscar o resultado. O reencontro com a torcida depois de 07 meses jogando em outras cidades, trouxe um combustível extra para o Alvinegro arapiraquense acreditar que o resultado poderia ser conquistado. A tradicional pressão do torcedor do ASA também foi favorável para fazer os jogadores acreditarem na conquista do título.

Alvinegro pressiona e Murici entra na retranca

No início do jogo, o ASA como já se esperava, partiu para o ataque. Afinal, a equipe arapiraquense precisava vencer por três gols de diferença para ficar com o título estadual mais uma vez. Por isso, o técnico Vica colocou o time para frente, modificando o esquema tradicional, saindo do 3-6-1 para o 4-4-2. Na primeira jogada de perigo, o Alvinegro quase abriu o placar com Júnior Viçosa que tentou surpreender Dias, mas o goleiro do Murici estava atento e fez a defesa.

O Murici jogava retrancado, esperando os erros do ASA para sair no contra-ataque. A estratégia perigosa utilizada pelo time da Zona da Mata, fizeram os donos da casa sair para o jogo. Os cruzamentos para área que foi a principal arma do time arapiraquense no campeonato voltaram a acontecer com freqüência no primeiro tempo, mas o goleiro Dias estava ganhando todas as bolas, se antecipando aos atacantes.

A pressão era toda do ASA. Aos 19 minutos, o Alvinegro quase abriu o placar do jogo, quando Rodriguinho cobrou o escanteio, o atacante Júnior Viçosa disputou o lance com Dias pelo alto, a bola acabou sobrando para Didira que tentou aproveitar, mas o goleiro do Murici se recuperou e fez a defesa.

Em vantagem, Murici explora os erros do adversário

O Murici começou a encontrar espaços e tentou surpreender com jogadas pelas laterais do campo, o volante Guêba que assumiu a lateral direita na reta final do Alagoano, estava sendo muito acionado, em duas oportunidades o jogador do Murici foi até a linha de fundo e fez o cruzamento para área, mas a defesa do ASA fez o corte.

A resposta do ASA veio logo na sequência quando Cléber recebeu um belo passe em profundidade e arriscou o chute, Dias defendeu parcialmente, no rebote Cleiton arriscou o chute, mas a defesa colocou para escanteio. O nervosismo dos jogadores do ASA estava evidente, a equipe de Arapiraca conseguia errar vários passes na entrada da grande área.

ASA perde gols incríveis

O técnico Vica estava impaciente a beira do campo e gesticulava bastante. A atitude fez os atletas partirem para cima do Murici, mas os espaços deixados passaram a ser explorados pelos jogadores de velocidade do time da Zona da Mata, a dupla Alexsandro e Peixinho trouxeram muitos problemas para a defesa do ASA que se defendeu como pôde.

A pressão que o ASA colocava na partida, já fazia a equipe ter uma melhor sorte. Aos 40 minutos, o meia Cleiton fez um lindo lançamento para Rodriguinho que entrou livre, mas o chute não saiu com precisão e a bola acabou passando longe do travessão de Dias.

O perfil do jogo não mudou. O ASA seguiu pressionando e também errando vários passes, já o Murici apenas se defendia e explorava os espaços deixados no contra-ataque. Era o duelo entre o ataque do ASA contra a defesa do Murici no final do primeiro tempo.

Na melhor oportunidade da primeira etapa, o ASA teve novamente a chance e desperdiçou quando Rodriguinho recebeu outro passe livre em profundidade, desta vez, Fábio Lopes percebeu a entrada do meia do ASA livre e fez o passe rasteiro, Rodriguinho entrou livre de frente com Dias, mas chutou forte, pegou por baixo da bola e colocou por cima do travessão perdendo assim outra chance, a última do primeiro tempo.

A idéia no segundo tempo de partir para o tudo ou nada, fez o ASA tentar encontrar um meio para furar o bloqueio do Murici. Aos 5 minutos, o time da casa perdeu outra grande oportunidade. Depois do escanteio cobrado, a defesa fez o corte, mas na sobra o zagueiro Edson Veneno teve tranqüilidade para chutar, acabou batendo fraco na bola permitido a defesa de Dias.

Em outro bom momento, o atacante Fábio Lopes foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro, procurando Júnior Viçosa que chegou centímetros atrasado e perdeu um gol incrível. A nova oportunidade desperdiçada fez o torcedor perder a paciência com a quantidade de gols perdidos no jogo.

A quantidade de gols perdidos era surpreendente e o tempo continuava sendo um adversário implacável no caminho do Alvinegro na partida. Os jogadores do Murici, mostravam muita disposição em campo, mas pouca técnica, o resultado não estava acontecendo porque a vontade dos jogadores do Murici, superava as deficiências do time da Zona da Mata. O Murici teve uma ótima oportunidade de marcar aos 17 minutos, quando Everlan partiu em velocidade e fez o passe para Peixinho que mesmo sem ângulo tentou o chute, mas colocou para fora.

Ataque objetivo e mortal

E justamente a base da vontade o Murici chegou ao primeiro gol aos 22 minutos. Em um rápido contragolpe, o meia Gustavo recebeu passe de Everlan e serviu Peixinho que chutou fraco e permitiu a defesa do goleiro Paulo César, o arqueiro do ASA voltou a largar a bola e Peixinho novamente aproveitou chutando forte no ângulo sem chances de defesa: 1x0.

O gol foi uma ducha fria no ASA, que estava vendo as possibilidades de conquista do título ficarem mais distantes. Com o gol, o Murici precisava levar quatro gols para perder o título Alagoano. A dificuldade em criar passou a ser questão de obrigação para não perder o jogo e o Murici não foi nem um pouco piedoso e marcou o segundo gol aos 29 com Alexsandro que recebeu um belo passe de Gustavo e chutou forte sem chances de defesa para Paulo César: 2x0.

A marcação do segundo gol fez a pequena torcida do Murici tirar o grito de campeão da garganta. A conquista do inédito título Estadual estava prestes a acontecer. O time da Zona da Mata passou a dominar a partida e teve, pelo menos, outras duas oportunidades. Mas o ASA merecia o gol, e finalmente conseguiu diminuir aos 42 minutos, quando Celso fez uma boa jogada pelo lado direito e cruzou, Júnior Viçosa estava livre e cabeceou com força para diminuir, mas o Alagoano 2010 já estava nas mãos do Murici.

FICHA TÉCNICA
ASA 1x2 MURICI

Campeonato Alagoano – 1ª Divisão – Final (2º Jogo)
Estádio: Coaracy da Mata Fonseca, Arapiraca (AL)
Data/hora: 01/05/2010 – 14h50 (de Brasília)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento
Auxiliares: Carlos Jorge Titara e José Jaime Rocha Bispo

Cartões amarelos: Cristiano (Murici) 24’; Serginho (Murici) 29’ – 1º Tempo; Edson Veneno (ASA) 4’; Everlan (Murici) 9’; Dias (Murici) 19’; Jorginho (ASA) 38'; Jota (ASA) 45' - 2º Tempo

Gols: Peixinho (Murici) 22’; Alexsandro (Murici) 29’; Júnior Viçosa (ASA) 41’ - 2º Tempo

Equipes:

ASA – Paulo César; Didira, Plínio, Edson Veneno e Cléber; Cal, Rodriguinho (Jorginho 23'/2ºT), Jota e Cleiton (Thiago 36'/2ºT); Júnior Viçosa e Fábio Lopes (Celso 20’/2ºT)
Técnico: Vica

Murici – Dias; Guêba, Branco, Sinval e Pauinho; Serginho, Cristiano (Rambo 19'/2ºT), Gustavo (Da Silva 34'/2ºT) e Everlan (Mário Neto 44'/2ºT); Peixinho e Alexsandro
Técnico: Edson Ferreira

Murici é o campeão Alagoano de 2010


CLUBE SPORTIVO CAPELENSE 2008 - 2013 PRODUZIDO POR CARLOS ANDRÉ