Banner Clube Sportivo Capelense

Facebook:

Política de privacidade
Mapa do Site

Arbitral da segundona 2011 é suspenso após clubes rejeitarem a participação do CSA

 

A reunião do Conselho Arbitral do Campeonato Alagoano da Segunda Divisão 2011 começou mas não terminou. Com a presença do CSA e a rejeição por parte dos clubes, o presidente da FAF suspendeu a reunião, marcando para o dia 1º de Julho.

Marcada para 09h30 da manhã, a reunião do Conselho Arbitral começou com meia hora de atraso e com a presença tão aguardada dos dirigentes do CSA. O Presidente Jorge VI e o vice de futebol, Cícero Eugênio participaram da reunião.

Durante a reunião, o presidente Gustavo Feijó explicou a participação do clube azulino e passou a palavra para os dirigentes dos outros clubes que disputarão a competição. Os mais atuantes na reunião, os representantes do Capelense, do São Domingos e do FF. Sport, comandado pelo “azulino” Francisco Ferro, questionaram a participação do CSA no campeonato.

O principal questionamento das equipes é um receio de que a participação do CSA ocasione alguma possível paralisação do campeonato por esse motivo preocupa a maioria dos clubes.

O presidente da Federação tentou por várias vezes explicar aos clubes, como a participação do CSA seria benéfica aos clubes, o que não convenceu os dirigentes. Por conta disso, Gustavo Feijó abriu votação para decidir pela participação, ou não, do CSA.

Para surpresa do presidente e dos dirigentes azulinos, a votação foi à favor da ausência do CSA no campeonato. Penedense, Capelense, FF Sports, São Domingos, Comercial e União votaram contra a participação do CSA, enquanto Igreja Nova, CEO, Sete de Setembro e Universal foram à favor do clube na disputa.

Alguns dirigentes pensaram em mudar o voto, outros eram apenas representantes. Visando evitar qualquer confusão ou dúvidas posteriores, o presidente resolveu suspender a seção, que será reiniciada no dia 1 de julho.

O dirigente do São Domingos, o advogado Cordeiro Lima, se mostrou revoltado quanto à decisão da federação. “Não existe legalidade do CSA nessa competição. Eu vejo com muita tristeza essa decisão tomada nessa reunião”, afirmou.

O presidente do CSA, Jorge VI, se mostra tranqüilo com relação a reunião. “Nós não tínhamos nada planejado. Recebemos o convite e estamos aqui. Acho que a participação do CSA seria boa até para os outros clube, que ganhariam com isso”, afirmou o presidente.


CLUBE SPORTIVO CAPELENSE 2008 - 2013 PRODUZIDO POR CARLOS ANDRÉ