Banner Clube Sportivo Capelense

Facebook:

Política de privacidade
Mapa do Site

Campeonato Alagoano de 1971

 

Participantes:

- Associação Sportiva Arapiraca - ASA (Arapiraca)

- Associação Sportiva SÃO DOMINGOS (Maceió)

- Centro Social e Esportivo - CSE (Palmeira dos Índios)

- Centro Sportivo Alagoano - CSA (Maceió)

- Clube de Regatas Brasil - CRB (Maceió)

- FERROVIÁRIO Atlético Clube (Maceió)

- GUARANY Futebol Clube (Maceió)

- Sport Club PENEDENSE (Penedo)

Decisão do Campeonato Alagoano de 1971

No dia 25 de março de 1973, CSA e CRB entraram em campo para decidir o titulo de campeão de 1971. Nunca em toda a história do futebol alagoano, uma decisão ofereceu tantas emoções. Um jogo realizado no Trapichão com CSA reconquistando um titulo que já vinha sendo mastigado em todas as áreas jurídicas e que, de direito, já pertencia ao clube azulino.

O CSA ganhou de 3x2, na prorrogação, diante de um CRB com muita técnica, mas sem muita garra para se impor dentro do campo, principalmente quando CSA jogava com dez jogadores. O que faltou ao CRB sobrou ao CSA: garra, determinação, vontade de vencer.

Foi um jogo de muitas emoções que começou com o CSA mostrando sua jovem equipe com muita vontade de reconquistar o titulo perdido nos Tribunais. O CRB cauteloso na defesa, deixava os azulinos tocarem a bola no seu campo, na tentativa de se utilizar do contra ataque. E como o CSA mandava no jogo, abriu a contagem com um golaço de Soareste. Daí por diante, o clube da pajuçara procurou jogar ofensivamente, insistindo no gol de empate que veio através de Carlinhos, na cobrança de uma falta fora da área, com a colaboração do goleiro Dida. 1x1 foi o resultado do primeiro tempo. Na etapa complementar pouca coisa mudou. CSA e CRB jogavam atrás como se o resultado de 1x1 desse o titulo para um ou para o outro.

Na prorrogação, o CSA já com dez jogadores, Jaminho foi expulso no segundo tempo, começou preocupado em fechar sua defesa e lançar seus atacantes em contra golpes. Mas, foi o CRB quem fez o primeiro gol da prorrogação através de Reinaldo que se aproveitou de um cruzamento de Silva. Os azulinos ficaram apavorados, e mesmo sem técnica, mas usando a garra como sua grande arma, foi para frente em busca do empate que chegou através de um gol de Beto depois de uma falha coletiva da defesa do CRB. Com o empate o jovens jogadores do CSA se empolgaram, enquanto o CRB parecia um time sem forças para lutar. E em uma boa jogada de Otávio, Giraldo passou por Major, invadiu a área e fuzilou o goleiro Vermelho marcando o gol do titulo. Era a reconquista do titulo de 1971 com muita justiça. O técnico do CSA era Magliones Sales, o Barbosa.

O jogo foi realizado no Trapichão no dia 25 de março de 1973.
O juiz foi Sebastião Rufino de Pernambuco.
A renda somou 63.972,00.

O CSA ganhou com Dida. Mendes. Zé Preta. Bibiu e Jaminho. Dudu e Soareste. Manoelzinho (Beto). Batoré (Otávio). Giraldo e Misso.

O CRB perdeu com Vermelho. Ademir. Major. Adevaldo e Eraldo. Roberto Menezes e Capeta (Roberval). Mano. Orlandinho. Carlinhos (Reinaldo) e Silva.

CSA 1971

Foto tirada no ano de 1973 quando foi decidido p campeonato de 1971.
Em pé: Mendes. Dida. Bibiu. Dudu. Zé Preta e Jaminho.
Agachados: Peu (Mascote). Manoelzinho. Giraldo. Batoré. Soareste. Misso e Castanha (massagista).


CLUBE SPORTIVO CAPELENSE 2008 - 2013 PRODUZIDO POR CARLOS ANDRÉ